quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

XIII - INTEIRA SINFONIA





















Já febril de carinhos desenhada
Às passadas de um lúbrico volteio
Levanta a perna bem compenetrada
E a outra como a um toque pelo arreio

Regendo-se por dedos pelas costas
Dança de passos largos e precisos
Dando realce às roupas bem dispostas
E aos lábios entreabertos e indecisos

Sinal da quente música e do vinho
Na grelha desse fogo queima breve
A ponto de me pôr em desalinho

E ante o sangue da flor alucinante
O que era tão formal e sério e místico
Foram carnais momentos doravante

Miguel-

Um comentário:

marilandia disse...

Febris acordes de "SINFONIA" mentes alucinam:

"...O que era tão formal e sério e místico
Foram carnais momentos doravante"

COMPOSIÇÃO EM PURA ARTE!!!

Beijos.
Marilândia