sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

XV - NA MELODIA DO SEXO














Na melodia do sexo
Jogo da excitação
Bandeira é da emoção
E perfeição do nexo

De amante brincalhão
Como sói ser no verso
Brado que faz emerso
O poder de um vulcão

Derrama onde me caio
Espasmo rouco e humano
Além ser necessário

Que vai causando espanto
A viver de soslaio
No oásis do entretanto

Miguel Eduardo-



Um comentário:

marilandia disse...

TENTEI REALÇAR UMA PALAVRA, UM VERSO...
INÓCUA TAREFA - TODA A COMPOSIÇÃO DE "NA MELODIA DO SEXO", OBRA DE ARTE.
RENDIDA, SORVO COM AVIDEZ, A ESSÊNCIA DE TEU PRIMOROSO POEMAR.

Beijos.
Marilândia